Proposta para uma vida Cristã

 

Dentro da estrutura e organização do Colégio Santo Antônio Maria Zaccaria, encontra-se o SOR – Serviço de Orientação Religiosa – que se norteia pela proposta de uma Escola Confessional Católica, visando, tanto a Educação Religiosa (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio), como as Atividades Pastorais: Primeira Comunhão em parceria com a Paróquia Sagrado Coração de Jesus e o Grupo de Jovens com alunos do Ensino Médio.

 

O SOR coloca-se a serviço da promoção do Homem, de seu desenvolvimento integral, ciente de que uma linha teológica supõe, também, uma linha pedagógica. Norteando-se pelo Marco Doutrinal desta Comunidade Educativa, propõe-se um Ensino Religioso e uma Catequese que possibilitem a realização dos alunos, enquanto pessoas humanas e cristãs.

Ano Mariano para a Igreja no Brasil - 2017

Ano Mariano para a Igreja no Brasil – 300 anos de bênçãos!

jubileu 300 anos

Por misericórdia de Deus e ajudados pela sua Divina Providência, a Igreja no Brasil, caminha rumo ao tricentenário (1717 – 2017) do encontro da Imagem bendita de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, tirada das águas do Rio Paraíba do Sul nas redes de três pescadores daquela região. Entre eles estavam: Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso.

É motivo de júbilo e alegria celebrar com grande magnitude e solenidade tão distinto acontecimento em nossa pátria. A história do encontro da milagrosa Imagem de Aparecida se entrelaça com a história do Brasil, com a nossa tradição, com a nossa cultura e com nossos costumes e crença.

Leia mais em: Ano Marino

Campanha da Fraternidade 2017

Introdução

(Resumo)

Pero Vaz de Caminha chegou à costa do território brasileiro e maravilhou-se com o que viu. Escreveu ao rei de Portugal: “Em tal maneira graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se- á nela tudo; por causa das águas que tem!”. Alguns anos mais tarde, começa a ocupação e exploração. Para realizar esse trabalho, começa a exploração e escravização.

Com o avançar da história, começa o avanço para o interior. Aventureiros, bandeirantes e outros conquistadores interiorizaram o Brasil. Percebeu-se a imensa variedade de formas de vida, florestas, animais e povos.

Em tempos mais recentes são delimitados e descritos os chamados biomas brasileiros.

Bioma: “um conjunto de vida constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria”

Hoje, seria interessante nos perguntar: O que restou?

Precisamos nos perguntar qual destino estamos dando a tantas riquezas e qual Brasil queremos deixar para as gerações futuras.

Somos mais de 200 milhões de brasileiros, 80% em cidades. O impacto disso sobre o meio ambiente põe em risco as riquezas naturais. O avanço das tecnologias distancia as pessoas dos problemas socioambientais.

Pertencemos a uma mesma casa comum, dividindo esse planeta com sete bilhões de pessoas e bilhões e bilhões de seres vivos. A tensão entre a economia e a ecologia é o maior desafio para a humanidade.

A proposta ecológica do Papa é integral, entrelaçando todas as dimensões do ser humano com a natureza. Ele nos coloca diante dos desafios colossais enfrentados pela humanidade, que está em uma verdadeira encruzilhada, em uma mudança de época.

A Igreja tem sido uma voz profética e chamado a atenção para os desafios e problemas ecológicos, apontado suas causas e apontado caminhos para sua superação. Muitas iniciativas a aproximaram do nosso povo para defender seus direitos e promover a convivência harmônica com o meio ambiente em todo o Brasil.

Na Campanha da Fraternidade de 2017 vamos abordar cada um de nossos biomas. À luz da fé, nos interrogaremos sobre o significado dos desafios levantados. Abordaremos as principais iniciativas já existentes e apontaremos propostas em respeito à criação que Deus nos deu para “cultivá-la e guardá-la”.

Objetivo geral

Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho.

Objetivos específicos

Aprofundar o conhecimento de cada bioma, de suas belezas, de seus significados e importância para a vida no planeta, particularmente para o povo brasileiro.

Conhecer melhor e nos comprometer com as populações originárias, reconhecer seus direitos, sua pertença ao povo brasileiro, respeitando sua história, suas culturas, seus territórios e seu modo específico de viver.

Reforçar o compromisso com a biodiversidade, os solos, as águas, nossas paisagens e o clima variado e rico que abrange o chamado território brasileiro.

Compreender o impacto das grandes concentrações populacionais sobre o bioma em que se insere.

Manter a articulação com outras igrejas, organizações da sociedade civil, centros de pesquisa e todas as pessoas de boa vontade que querem a preservação das riquezas naturais e o bem-estar do povo brasileiro.

Comprometer as autoridades públicas para assumir a responsabilidade sobre o meio ambiente e a defesa desses povos.

Contribuir para a construção de um novo paradigma econômico ecológico que atenda às necessidades de todas as pessoas e famílias, respeitando a natureza.

Compreender o desafio da conversão ecológica a que nos chama o Papa Francisco na carta encíclica Laudato Si’ e sua relação com o espírito quaresmal.

A história dos temas coligados com a CF 2017

Desde 1979, a Igreja tem abordado temáticas socioambientais. A CF deste ano de 2017 está coligada com algumas campanhas:

1979 – Por um mundo mais humano – Preserve o que é de todos

1986 – Fraternidade e a terra – Terra de Deus, terra de irmãos

2004 – Fraternidade e a água – Água, fonte de vida

2007 – Fraternidade e Amazônia – Vida e missão neste chão

2011 – Fraternidade e a vida no planeta – A criação geme em dores de parto (Rm 8,22)

2016 – Casa Comum, nossa responsabilidade – Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca (Am 5,24)

Com temática em relação à vida de nossos povos, tivemos algumas campanhas:

1988 – A Fraternidade e o negro – Ouvi o clamor deste povo

1995 – A Fraternidade e os excluídos – Eras tu, Senhor?

1999 – Fraternidade e os desempregados – Sem trabalho… Por quê?

2002 – Fraternidade e os povos indígenas – Por uma terra sem males

Cartaz

A CF 2017 apresenta o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema:

“Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15).

Para colocar em evidência a beleza natural da diversidade do nosso país e para identificar os seis biomas brasileiros, o cartaz mostra o mapa do Brasil, em imagens características de cada região: Amazônia, Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa.

Compõem também o cenário, como personagens principais, os povos originários, primeiros habitantes dos biomas; os pescadores, simbolizando o trabalho e o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, acontecido há 300 anos; e o povo brasileiros em sua relação com a natureza.

Além da riqueza dos biomas, o cartaz quer expressar o alerta para os perigos da devastação em curso, em nome de um desenvolvimento que visa unicamente o lucro.

O cartaz pretende também despertar a atenção de toda a população para a maravilha da obra criadora de Deus, e convocar os cristãos e as pessoas de boa vontade ao comprometimento com o “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15), nossa “casa comum”.

Veja mais em: Campanha da Fraternidade 2017